Zeca sofre lesão de menisco e passa por cirurgia no início da tarde de quarta-feira (12)

Zeca sofre lesão de menisco e passa por cirurgia no início da tarde de quarta-feira (12)

Crédito das fotos: Ivan Storti/Divulgação Santos FC

O lateral-esquerdo Zeca passará por procedimento cirúrgico no início da tarde de quarta-feira (12), no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo (SP). O camisa 37 sofreu uma entorse no joelho esquerdo, que ocasionou uma lesão de menisco, durante a vitória do Santos Futebol Clube por 1 a 0 sobre a Ponte Preta, confronto válido pelas quartas de final do Campeonato Paulista 2017 disputado no Estádio Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu), na Capital, na noite de segunda-feira (10).

O atleta procurou os médicos do Santos FC logo após o jogo, ainda nos vestiários, reclamando de fortes dores no joelho esquerdo. Na manhã de terça-feira (11) ele se apresentou ao departamento médico no Centro de Treinamento Rei Pelé e, em seguida, foi encaminhado para realizar exame de ressonância magnética.

Zeca durante a vitória do Santos FC por 1 a 0 sobre a Ponte Preta

Após a analisar os resultados, o departamento médico do Santos FC diagnosticou a lesão de menisco, e agendou a cirugia no Hospital Israelita Albert Einstein já para o dia seguinte. O médico que fará o procedimento cirúrgico é o Dr. Moisés Cohen, cirurgião entres os mais respeitados quando o assunto é trauma de joelho.

O lateral-esquerdo Zeca deve ter alta do hospital já na quinta-feira (13). A partir daí ele inicia o procedimento de recuperação com os fisioterapeutas do Santos FC no Centro de Excelências em Prevenção e Recuperação de Atletas do Futebol (Cepraf), no CT Rei Pelé. Não há previsão de retorno do camisa 37 aos campos de futebol. Já está descartada a participação dele na partida do Alvinegro Praiano contra o Independiente Santa Fé, que será disputada na quarta-feira (19), no Estádio El Campín, em Bogotá, na Colômbia, em confronto válido pela terceira rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores Bridgestone 2017.

Zeca voltou ao a atuar pelo Santos FC após desfalcar a equipe em três rodadas do Campeonato Paulista. Nos dois primeiros jogos ele ficou de fora devido desgaste muscular, trocando o jogo por treinos de prevenção no CT Rei Pelé. Já na partida de ida contra a Ponte Preta, no dia 1º de abril, ele foi vetado pelo DM santista devido edema muscular na região direita do quadril. A lesão sofrida na segunda-feira não tem a ver com os problemas recentes.