Série “Nossos Meninos”: Fã da Seleção Brasileira, João Igor quer jogar com seus irmãos no Santos FC

Série “Nossos Meninos”: Fã da Seleção Brasileira, João Igor quer jogar com seus irmãos no Santos FC

Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC

O meio campista João Igor tem tantos sonhos que fica impossível destacar somente um. Nascido em Jardinópolis, interior de São Paulo, o garoto de 20 anos almeja um dia atuar em campo com seus irmãos, se formar em engenharia por causa de seu pai e chegar à Seleção Brasileira para disputar uma Copa do Mundo, tudo isso além de fazer história no Peixe, algo que ele já começou a realizar.

Com os olhos vidrados na televisão, João Igor viu o Brasil vencer a Alemanha por 2 a 0 no dia 30 de junho de 2002, no Internacional Stadium, em Yokohama (JAP), pela final da Copa do Mundo de Futebol. Encantado com a festa brasileira com apenas seis anos de idade, o garoto escolheu ali o seu primeiro sonho para o futuro.

“Lembro que eu morava com meus pais na casa dos meus avós e estava passando a final da Copa do Mundo na TV. O Brasil foi campeão e isso foi inesquecível para mim. A partir daí, fiquei pedindo para os meus pais me levarem para jogar bola. Eles me levaram para uma escolinha da cidade, mas eu só pude entrar no ano seguinte, já que só tinha categoria a partir dos sete anos de idade”, explicou João Igor.

Depois de ingressar na Escolinha de Futebol de Salão do Chupeta, e permanecer nela até os 12 anos, João Igor começou a revezar na Escolinha do Jair, já no campo. Até que em 2008, com ajuda de um antigo empresário, o atleta foi parar na Grécia.

“Atuei por dois meses no Olympiacos. Minha mãe (Tatiane Cristina Bento de Oliveira) chorou muito, pois, não queria deixar que eu fosse. Mas meu pai (Marcondes José de Santana) conversou com ela e a convenceu que era o meu sonho. Porém, não deu certo. Tive que voltar porque eu era muito novo e a Lei Pelé não permite que um atleta com menos de 16 anos jogue fora do país”, explicou.

João Igor no ano de 2013 pela categoria Sub-17 (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC)
João Igor no ano de 2013 pela categoria Sub-17 (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC)

Após essa aventura, com 13 anos, João Igor teve uma curta passagem, de apenas quatro meses, pelo Botafogo (SP) e uma de três anos pelo Olé Brasil. A fim de tentar novos horizontes, o menino passou em um teste no Fluminense (RJ). Porém, sem se adaptar com o novo clube, João Igor pediu para que seu empresário tentasse marcar um teste no Santos FC. Até que em fevereiro de 2011, o meia passou por uma bateria de três semanas de avaliação e foi aprovado para ingressar no Peixe.

“Eu queria vir para o Santos FC por essa mística de Meninos da Vila. O sonho de todo garoto é jogar aqui, pois, todos sabem que o clube dá chances no profissional. Quando eu passei no teste fiquei muito feliz. Eu sou eternamente grato aos meus pais, que me apoiaram e me acalmaram. Como meu teste foi longo, e o resultado demorou para sair, eu pensava em desistir. Mas meus pais me encorajaram e tudo deu certo”.

Nestes cinco anos na base do Peixe, João Igor aprendeu que a paciência é uma virtude. Esta paciência, que ainda não era companheira no dia de sua avaliação, foi fundamental na conquista de seu único título, até agora, na base santista.

Em agosto de 2014, no Torneio Internacional de Durban Sub-19, na África do Sul, o Peixe enfrentou o Benfica (POR) na decisão da competição. Do banco de reservas, João Igor via um primeiro tempo movimentado e de grande tensão. Até que no intervalo, ao entrar no lugar de Matheus Índio, o garoto de Jardinópolis marcou dois gols de fora da área na etapa final e decretou a vitória do Alvinegro Praiano em solo sul-africano.

“Logo quando terminou o jogo, e me dei conta, vi que tinha decidido um campeonato muito importante para mim, meus companheiros e para o Santos FC. Logo veio em minha cabeça o quanto Deus é bom e que tudo é no tempo dEle. Me ajoelhei e agradeci bastante por aquele momento. Além disso, aprendi que não devemos ficar desanimados pelo fato de estar no banco de reserva. Consegui entender que precisava ter calma. Ganhei muita experiência depois desse torneio”.

João Igor comemora título do Torneio Internacional de Durban, na África do Sul (Foto: Clayton Galvão/SantosFC)
João Igor comemora título do Torneio Internacional de Durban, na África do Sul (Foto: Clayton Galvão/SantosFC)

Fã do meio campista Renato, João Igor gostaria muito de atuar ao lado do camisa 8 do Peixe. Mas, não é só junto do ídolo santista que o garoto quer de jogar. Com futebol correndo nas veias da família, João Igor sonha em defender o Santos FC ao lado de seus irmãos, Hugo e Yago. Com 14 anos, os gêmeos vestem a camisa de Botafogo e Comercial, respectivamente, na categoria Sub-15.

“Eles estão seguindo o mesmo caminho que eu. Lá em casa tem até uma rivalidade, mas tudo na paz. Os dois já saíram até nos jornais da região. Me sinto como um exemplo para eles. Espero que um dia a gente possa jogar junto. Ficaria muito feliz. Tem até um primo nosso, o Rafael, que joga no Sub-15 do Sertãozinho. Quem sabe ele também não joga com a gente”, brincou.

Além de jogar com a família e seguir a carreira de seu pai após pendurar as chuteiras, João Igor sonha com uma chance de atuar no time principal do Santos FC. O garoto também é ousado e mira uma participação em uma Copa do Mundo, com o mesmo olhar que viu o Brasil levar o penta em 2002.

“Eu sonho em jogar profissionalmente pelo Santos FC. É o sonho de todos que estão aqui na base. Chegar a Seleção Brasileira e disputar uma Copa também estão nos meus planos. Quero também dar uma boa estabilidade financeira para minha família e, quando parar de jogar, estudar como meu pai está fazendo. Ele está cursando Engenharia Civil, área que também gosto. Meu sonho sempre foi ser jogador de futebol, mas todo mundo quer ser igual ao pai. E eu sempre quis ser igual ao meu. Se eu fizer tudo isso já estarei realizado. Estou ralando bastante para conseguir. Se Deus quiser vou chegar lá”.

Meia João Igor em ação pelo Sub-20 do Peixe no CT Rei Pelé (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC)
Meia João Igor em ação pelo Sub-20 do Peixe no CT Rei Pelé (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC)

Ao final da entrevista, João Igor fez questão de agradecer ao apoio do amigo Marcos Rinaldi, do tio Carlos Bento e dos avós João Batista e Maria aparecida por todo apoio em sua jornada no futebol.

Ficha técnica

João Igor
Nome: João Igor Oliveira de Santana
Nasc: 14/03/1996 – Jardinópolis (SP)
Altura: 1,79 m / Peso: 72 kg
Posição: Meia