Santos FC vence Botafogo (SP) e Dorival atinge marca histórica

Santos FC vence Botafogo (SP) e Dorival atinge marca histórica

(Fotos: Ivan Storti/Santos FC)

Com gols dos meias Vitor Bueno e Rafael Longuine, o Santos FC venceu o Botafogo (SP), por 2 a 0, na noite deste sábado (25), na Vila Belmiro, pela sexta rodada do Campeonato Paulista 2017. Com o resultado, o Peixe chegou ao 10 pontos no Grupo D.

O triunfo marcou também uma marca histórica para o técnico Dorival Júnior, que alcançou sua centésima vitoria no comando do Santos FC, somando as duas passagens. Na mais que centenária história do Clube, Dorival é o sétimo treinador a alcançar esse número.

O Jogo

Com as melhores oportunidades desde a primeira etapa, o Santos FC esbarrava na marcação forte do Botafogo, e na boa defesa do goleiro Neneca, que espalmou a melhor finalização do Peixe na etapa inicial, com Vitor Bueno.

 

Na segunda etapa o Santos FC conseguiu aplicar ainda mais pressão na equipe adversária, chegando ao gol na marca de 18 minutos. Após finalização do atacante Ricardo Oliveira, de fora da área, Vitor Bueno aproveitou o rebote do goleiro para marcar o primeiro gol santista. Já nos minutos finais, Rafael Longuine marcou o segundo, após passar pelo goleiro.

O elenco do Santos FC se reapresenta na terça-feira (28), visando o confronto contra o Corinthians, no sábado (4), em São Paulo.

 

FICHA TÉCNICA:
SANTOS FC 2 X 0 BOTAFOGO (SP)

Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 25 de fevereiro de 2017, sábado, às 17h
Gols: Vitor Bueno, aos 18 e Rafael Longuine, aos 46 minutos do segundo tempo.
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Assistentes: Gustavo Rodrigues de Oliveira e Vitor Carmona Metestaine

SANTOS FC: Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Yuri (Cleber) e Zeca; Leandro Donizete (Rafael Longuine), Thiago Maia e Vitor Bueno; Bruno Henrique (Arthur Gomes), Copete e Ricardo Oliveira. Técnico:Dorival Júnior

BOTAFOGO (SP): Neneca; Samuel Santos, Caio Ruan, Filipe e Fernandinho; Bileu, Marcão Silva, Diego Pituca (Fernando Medeiros) Rafael Bastos (Bernardo); Francis e Wesley (Kaue). Técnico: Moacir Júnior

(Texto: Ranier Grandé)