Santos FC vence América (MG) e encerra Brasileiro na segunda colocação

Santos FC vence América (MG) e encerra Brasileiro na segunda colocação

Foto: Ivan Storti/SantosFC

O Santos FC se despediu do Campeonato Brasileiro com mais uma vitória diante de sua torcida. Na tarde deste domingo, na Vila Belmiro, o Peixe bateu o América por 1 a 0 pela última rodada do Nacional. Com este resultado, o Alvinegro Praiano encerrou a competição na segunda posição, com 71 pontos.

Com o logo da Chapecoense (SC) e do Atlético Nacional (COL) estampado em seu uniforme, a equipe santista ditou o ritmo de jogo no primeiro tempo. Mas, apesar das chances de gol com Thiago Maia, Copete e Zeca, o Peixe tirou o zero do marcador somente na segunda etapa. Aos três minutos, Copete tabelou com Zeca e avançou em velocidade pela esquerda. Preciso, o colombiano cruzou para Ricardo Oliveira cabecear no canto esquerdo de Glauco e levar a torcida santista ao delírio.

Mantendo a posse de bola, o time do técnico Dorival Júnior seguiu criando oportunidades com Vitor Bueno, Copete e Ricardo Oliveira. Mas, depois do gol santista, o momento mais marcante do embate foi na entrada de Elano, aos 35 minutos, no lugar de Lucas Lima. Com 322 jogos, 68 gols e uma série de títulos inesquecíveis, o camisa 11 do Peixe encerrou sua carreira de atleta na vitória por 1 a 0.

De férias em dezembro, os atletas do Alvinegro Praiano voltam aos trabalhos no dia 11 de janeiro, no CT Rei Pelé. A estreia no Campeonato Paulista será no dia 5 de fevereiro, diante do Linense, na Vila Belmiro.

Santos FC 1 x 0 América (MG)
Local: Vila Belmiro, às 17 horas;
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS/FIFA);
Auxiliares: Rafael da Silva Alves (RS) e Mauricio Coelho Silva Pena (RS);
Cartões amarelos: Juninho (AME);
Gol: Ricardo Oliveira, aos três minutos da etapa final.

Santos FC: Vanderlei; Victor Ferraz, Yuri, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima (Elano); Vitor Bueno (Jean Mota), Ricardo Oliveira e Copete (Rafael Longuine). Técnico: Dorival Júnior.

América (MG): Clauco; Hélder, Roger, Messias e Diego; Juninho, Christian (Zé Ricardo), Renato Bruno (Pilar) e Xavier (Nixon); Michael e Osman. Técnico: Enderson Moreira.