Preparado para encarar The Strongest, Ricardo Oliveira conta com atmosfera diferente na Vila

Preparado para encarar The Strongest, Ricardo Oliveira conta com atmosfera diferente na Vila

Foto: Ivan Storti/SantosFC

Quinto maior artilheiro do Santos FC na Conmebol Libertadores Bridgestone, com 9 gols, Ricardo Oliveira fica atrás somente de Pelé, Robinho, Neymar e Coutinho. Com sede de balançar as redes, o capitão do Peixe está pronto para o duelo diante do The Strongest, nesta quinta-feira (16), válido pela segunda rodada do Grupo 2.

Por ter contraído caxumba logo no início do ano, Ricardo Oliveira se apresentou para a pré-temporada com duas semanas de atraso em relação aos seus companheiros. Em função disso, o camisa 9 só atuou em três partidas até agora. Poupado da goleada por 4 a 1 diante do São Bernardo, devido ao desgaste da viagem de Lima (PER) para São Paulo, o atleta lida com o desejo pelos gols com muita tranquilidade.

“Sempre fui um cara muito perseverante naquilo que eu propus a fazer. E na minha profissão requer isso, nunca desistir. Faz parte acontecer alguns imprevistos, mas o importante é que ocasiões de gols estão sendo criadas. Fiz dois gols legais este ano e eles foram anulados. Estou participando de jogadas importantes dentro do nosso coletivo. Claro que não vou esquecer da minha função, que é a de fazer gol. Mas tenho certeza que vai acontecer na hora certa. Espero que seja neste jogo de quinta-feira”.

Artilheiro (com 9 gols) e vice-campeão da Libertadores de 2003, Ricardo Oliveira está com saudades de jogar na Vila Belmiro pela maior competição de clubes do continente. Segundo o atacante, a atmosfera do Alçapão é única.

“Não é uma ansiedade, mas desejamos que chegue logo este jogo. Queremos sentir novamente a atmosfera da Vila Belmiro em uma Libertadores. A última vez que joguei vestindo a camisa do Santo FC foi em 2003. Faz muito tempo. Queria ter essa sensação novamente. Agora chegou o momento de vestir o uniforme e ir para dentro do nosso campo. Quero voltar a ver a torcida em um ambiente único. A Vila é diferente na Libertadores. Correremos, com certeza, o tempo todo pra conseguir essa vitória e dar alegria ao nosso torcedor”.

Com expectativa de um grande duelo, Ricardo Oliveira já sabe o que ele e seus companheiros precisam fazer para conquistarem os três pontos dentro de casa.

“Na Libertadores é tudo muito diferente. Sabemos que um ponto fora de casa é muito importante, como o que conseguimos lá no Peru. Acredito que eles (The Strongest) vêm pensando nisso. Devem jogar fechados. Me surpreenderia muito se eles viessem com uma proposta ofensiva, marcando a gente lá em cima. Temos que saber jogar e ser pacientes. Vamos buscar o resultado o tempo todo”, ressaltou.

Santos FC e The Strongest se enfrentam às 21h45 desta quinta-feira (16). Os ingressos já estão esgotados e a Vila Mais Famosa promete casa cheia.