#Pelé77anos: O primeiro dia que o Rei viu o estádio Urbano Caldeira

#Pelé77anos: O primeiro dia que o Rei viu o estádio Urbano Caldeira

O jovem Edson Arantes do Nascimento viu pela primeira vez o estádio Urbano Caldeira, no bairro da Vila Belmiro, no dia em que chegou à cidade de Santos, 22 de julho de 1956, um dia de domingo, junto com o futuro Rei do futebol vieram seu pai Dondinho e o ex-futebolista Valdemar de Brito. Era o adeus à cidade de Bauru e aos times de lá em que o garoto jogou: o 7 de Setembro, o Canto do Rio, o Ameriquinha, o Radium, o Vai quem quer, o São Paulinho e o Baquinho e o Noroeste de Bauru.

No dia 25 de julho de 1956 (quarta-feira), o jornal A Tribuna publicava pela primeira vez uma notícia com aquele que no futuro haveria de ser o Rei do Futebol, e o autor do texto foi o brilhante jornalista De Vaney, que abaixo reproduzimos na íntegra:

Contratou o Santos um moço que promete ser um “crack”

A reportagem esteve ontem pela manhã, assistindo a movimentação do plantél do Santos F.C. Nos 40 minutos de atividades dos profissionais, destacou-se sobremaneira, o meia-direita que formou na equipe de suplentes, com um trabalho sóbrio, porém de boas qualidades técnicas, impressionando a direção técnica do campeão paulista de 1955.

Após o coletivo, a reportagem se movimentou e apurou tratar-se do jovem Edson Arantes do Nascimento, com 15 anos de idade, estudante que procedia de Bauru, sem estar vinculado a qualquer agremiação esportiva. O diretor do Departamento Profissional do Santos iniciou entendimentos com seu progenitor e ainda com o famoso jogador do passado, Valdemar de Brito, que é o orientador intelectual da grande promessa futebolística, presente nossa reportagem. Tudo assentado, Edson Arantes do Nascimento (conhecido por Pelé), foi contratado pelo campeão paulista de 1955. Receberá o jovem CR$ 6.000,00 mensais e estudará em um dos colégios da nossa cidade, às expensas do Santos F.C. em curso ginasial.

Valdemar de Brito salientou que Edson desde a idade dos 13 anos, vêm sendo lapidado cuidadosamente e que seu trabalho (dele, Valdemar), não têm sido em vão, pois o garoto, possui futebol nos pés e ficará perfeitamente entrosado no Santos ao qual considera, no momento, o melhor de São Paulo.

Deixou Valdemar de Brito uma saudação aos esportistas de Santos a quem é muito grato, pois, em sua carreira esportiva, sempre teve de parte dos santistas o melhor aplauso, sendo essa sua preferência em trazer para o Santo FC o jovem “Pelé”.

Guilherme Guarche
Coordenador do Centro de Memória e Estatística do
Santos Futebol Clube