“Nós acreditamos que é possível”, afirma o atacante Ricardo Oliveira