Nenê Belarmino, um dos grandes jogadores da história do Peixe, comemora aniversário

Nenê Belarmino, um dos grandes jogadores da história do Peixe, comemora aniversário

No dia 08 de janeiro 1951, nascia em Santos, Belarmino de Almeida Júnior, que ficou conhecido no mundo da bola como Nenê, ele quando era garoto jogava na ponta-esquerda da equipe do Pasteur, um time amador da cidade, mas foi na época que atuava na equipe do Santos Praia Clube, time no qual jogavam alguns jogadores famosos no passado do Peixe que o seu futebol despertou o interesse de ex-craques como Olavo e Formiga que o levaram para treinar no time juvenil do Alvinegro da Vila Belmiro.

Na equipe principal santista ele fez sua primeira participação no dia 08 de abril de 1969 na vitória diante do Mixto pelo placar de 5 a 1 com gols de Toninho Guerreiro (2), Manoel Maria, Patito e Felizardo (contra) na partida na qual o Alvinegro venceu o Torneio Cinquentão de Cuiabá, no estádio Presidente Dutra em Cuiabá formando o Peixe com: Gylmar (Peres); Oberdan, Ramos Delgado (Paulo), Marçal (Pitico) e Turcão; Mengálvio (Nenê) e Lima; Manoel Maria, Toninho (Patito), Douglas e Abel. O técnico era Antônio Fernandes, o Antoninho.

Nenê jogou no Santos FC, 226 partidas no período de 1969 a 1974, tendo marcado 58 gols e conquistado os seguintes títulos: Campeão do Torneio Quadrangular de Cuiabá (1970), Campeão da Taça Cidade de São Paulo (1970), Campeão do Torneio Hexagonal do Chile (1970), Campeão do Torneio Triangular da Jamaíca (1971), Campeão Paulista (1973) e participou da campanha que deu ao Peixe o título de Fita Azul do Futebol Brasileiro em 1972.

Sua última partida com a camisa do Alvinegro foi no dia 03 de agosto de 1974 na vitória diante do Noroeste pelo placar de 2 a 1 na Vila Belmiro pelo Campeonato Paulista com gols de Marinho Perez e Léo Oliveira formando o Peixe que era dirigido pelo técnico Tim com: Cejas; Carlos Alberto, Marinho Perez, Vicente e Turcão; Leo Oliveira e Nelsi; Mazinho, Nenê, Pelé e Ferreira.

Depois que abandonou o futebol, Nenê seguiu a carreira de treinador tendo dirigido a equipe juvenil do Santos FC. Hoje o craque do passado trabalha nas categorias de base do Alvinegro. Parabéns Nenê.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística