Memória: Vila Belmiro era chamada, pela primeira vez, de Alçapão

Memória: Vila Belmiro era chamada, pela primeira vez, de Alçapão

No dia 21 de dezembro de 1930, o Santos FC vencia a equipe do Guarani de Campinas, pelo placar de 5 a 1 em partida válida pelo campeonato paulista na Vila Belmiro com Feitiço e Camarão marcando 02 gols cada um e Vitor o outro tento santista que nesse época era dirigido pelo técnico Ramon Platero que mandou a campo a seguinte formação: Athié; Bompeixe e Meira; Oswaldo, Julio e Alfredo; Omar, Camarão, Feitiço, Vitor e Evangelista, esse era praticamente o ataque que ficou conhecido como o Ataque dos 100 gols que tinha Vitor no lugar de Araken Patusca.

Foi nesse dia pela primeira vez que a praça de esportes do Alvinegro foi chamada pelo jornalista de A Tribuna, Antônio Guenaga de “Alçapão” já que no ano de 1930 o time do Peixe não perdeu uma só partida em seu campo, que ainda não era conhecido como Estádio Urbano Caldeira, o que só iria acontecer a partir de março de 1933, logo após a morte do abnegado Urbano Caldeira.

A maior série de partidas invictas no Estádio Urbano Caldeira é de 35 partidas e teve início no dia 02 de fevereiro de 1929 e permaneceu até o dia 21 de dezembro de 1930, a segunda maior sequencia de partidas invictas no “Alçapão Praiano” é de 34 partidas e foi no período de 16 de julho de 1958 a 14 de maio de 1959. Atualmente o time santista não perde em seu estádio há 18 partidas que começaram no dia 11 de dezembro de 2015, quando então venceu o Figueirense pelo placar de 3 gols a zero.
Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística