Memória: uniforme do Santos Foot-Ball Club passava a ser Alvinegro

Memória: uniforme do Santos Foot-Ball Club passava a ser Alvinegro

No dia 31 de março de 1913, em reunião da diretoria do Santos Foot-Ball Club, realizada na sede social da “Sociedade União dos Empregados do Comércio”, localizada na Rua Visconde de São Leopoldo, 16 no centro histórico de Santos, com a presença dos seguintes associados: Raymundo Marques, Maurício Hess, Edmundo Jorge Soter de Araújo, Paulo Peluccio, Thomaz Gardner, João Novaes, Lauro Martins, Nilo Arruda, Oscar Bastos, Oswaldo Novaes, Carlos Elbel, Ismael Froemberg, Augusto Mundel, José Peres Ferreira, Alfredo Pujol e Arnaldo Silveira que foi aclamado para dirigir os trabalhos da presente sessão, o sr. Raymundo Marques escolhe para secretários os srs. Edmundo Jorge e João Neves.

O que tornou histórica essa 3ª reunião do clube é que nesse dia a novata agremiação deixava de ter em suas cores o branco, o azul e o dourado e passava a ser Alvinegra conforme consta na Ata devidamente registrada pelo senhor secretário Edmundo Jorge Soter de Araújo (o sócio-fundador que sugeriu o nome de Santos Foot-Ball Club, no dia 14/04/1912), conforme o texto que abaixo reproduzimos:

“O senhor Raymundo Marques apresenta os modelos para o pavilhão social, sendo aprovado o projecto que consta de uma bandeira branca, diagonalmente atravessada por uma faixa preta com as iniciaes do Club em letras brancas. Procedendo-se egualmente a escolha do uniforme a adaptar-se é unanimemente aprovada a proposta do Sr. Paulo Peluccio, que é a seguinte: calção branco e camisa listada de branco e preto”.

Nessa mesma reunião foi eleito por aclamação o sr. Raymundo Marques para dirigir os destinos do clube até o próximo ano e como vice-presidente o sr. Sebastião Arantes Nogueira e o sr. Sizino Patusca foi nomeado como presidente honorário.

Curiosidade

Nas cores branca, azul com frisos dourados o time santista não disputou nenhuma partida com esse uniforme, o uniforme usado já era o de camisas com listras verticais em branco e preto conforme fotos do time em 1912 e 1913. As camisas brancas, hoje o uniforme nº 1, passaram a ser usadas por volta do ano de 1924/25 em partidas do campeonato paulista já que o Paulistano que usava camisas brancas desistiu de participar do certame. Segundo o ex-presidente Rubens Quintas que presidiu o Alvinegro de 1978 a 1982, e que completou 84 anos, no dia 16 deste mês, a cor branca das camisas do Peixe atordoa e atemoriza os times adversários.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística