Memória: Santos FC entrava em campo pela primeira vez na história

Memória: Santos FC entrava em campo pela primeira vez na história

No dia 15 de setembro de 1912, o Santos FC entrava em campo pela primeira vez em sua centenária história vencendo a equipe do Santos Athletic Club, hoje conhecido como o “Clube dos Ingleses”. O novato time praiano venceu pelo placar de 3 a 2 com Arnaldo Silveira marcando o primeiro tento na história do clube e Adolpho Millon o segundo e novamente Arnaldo marcando o último tento santista que nessa estreia formou com: Julien Fauvel; Sidnei e Arantes; Ernani, Oscar e Montenegro; Millon, Hugo, Nilo, Simon e Arnaldo Silveira (Belmarço também jogou).

O local do encontro foi na Av. Ana Costa,22, no antigo campo do CA Internacional, que também era conhecido anteriormente como “Velo Santista” (hoje, no local existe a igreja do Coração de Maria) e o terreno pertencia ao sr. Ovídio Lima. No time adversário jogou Harold Charles Cross um dos fundadores do então tricolor da Villa Macuco.

A imprensa santista assim noticiou o evento histórico:
“Com uma concorrencia, que a bom tempo não temos visto, realisou-se hontem o match entre o distincto Club Inglez e o Santos Foot-Ball Club. Em redor do field, achavam-se as mais distinctas familias inglezas e brasileiras. Commentava-se a quem caberia a victoria, uns opinavam pelos brasileiros, outros pelos inglezes. Começada a lucta, ás 2 e 30 minutos coube o kik of aos nacionaes que logo perderam a bolla, não demorando deram uma revanche pondo em serio perigo o goal dos inglezes. Depois de uma luta renhida, terminou o primeiro tempo com o seguinte resultado: Santos Athletic Club 1 goal. Santos Foot-Ball Club 1 goal.

No segundo tempo a luta tornou-se mais renhida, vendo-se então os bellos de Montenegro, Oscar e Belmarço, que aumentaram o scaze com mais 2 goals para o seu team. Os inglezes por sua vez multiplicam seus esforços, conseguindo mais um goal, feito por Lee. Convem destacar o goal kipper Fauvel que jogou admiravelmente, e bem assim Montenegro, Simon, Belmarço e Arantes. Dos inglezes destacam-se seu goal kipper Person, Lee e Cross. Ás 3 ½ horas terminou o jogo com a victoria do Santos Foot-Ball Club por 3 goals a 2.

Nessa partida em que se apresentava pela primeira vez ao público santista, o neófito time santista entrou em campo com camisas sociais de manga comprida na cor branca e com uma fita azul nos braços. E em homenagem a essa data publicamos uma poesia de um cronista esportivo carioca de nome Loris Baena Cunha:

Santos de todas as glórias

Santos sedutor e de todas as glórias
Realço o teu nome com um orgulho incontido;
És a imagem esplendorosa dos clubes da América,
És um astro celeste a brilhar no firmamento,
És um belo e suave poema cheio de sentimento!

Tua bandeira alvinegra retrata a tua vida gloriosa,
Artistas da escultura esculpiram Pelé o teu astro maior
Símbolo futebolístico do Universo,
E os teus feitos imortais inspiraram poetas e escritores
A exaltarem pelo mundo inteiro os teus fascinantes primores!

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística