Memória: Santos FC conquistava o Bicampeonato da Libertadores da América

Memória: Santos FC conquistava o Bicampeonato da Libertadores da América

No dia 11 de setembro de 1963 o Santos FC conquistava o Bicampeonato da Taça Libertadores da América ao vencer a equipe do Boca Juniors pelo placar de 2 a 1 jogando no Estádio de La Bombonera, em Buenos Aires na Argentina na segunda e decisiva partida do torneio com gols de Coutinho e Pelé formando com Gilmar; Dalmo, Mauro, Geraldino e Calvet; Zito e Lima; Dorval, Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico Luis Alonso Perez, o Lula.

Nessa segunda participação santista no certame, o time por ter sido campeão no ano anterior começou a jogar nas semifinais disputando quatro partidas com 3 vitórias e 1 empate marcando 10 gols e sofrendo 4.

O empate foi diante do Botafogo carioca no Pacaembu em 1 a 1 e as vitórias foram a primeira por 4 a 0 frente ao mesmo Botafogo no Maracanã e as dua vitórias diante do Boca Juniors a primeira no Maracanã por 3 a 2 e a segunda na data acima citada.

Os artilheiros do time praiano nessa participação foram Pelé com 5 gols, Coutinho com 3 e o coringa Lima com 2.

O time santista até os dias atuais já conquistou 3 vezes a ambicionada Taça Libertadores (1962/1963 e 2011) com 12 participações tendo vencido 63, empatado 21 e perdido 28 partidas marcando 229 gols e sofrido 134 gols. O Rei Pelé é o artilheiro máximo do clube com 16 gols marcados.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística