Memória: Santos FC comemorava o gol 3 mil na história

Memória: Santos FC comemorava o gol 3 mil na história

No dia 16 de setembro de 1950, Odair marcava o 4º gol santista na vitória diante do Nacional da capital pelo placar de 4 a 1 no Campeonato Paulista. Esse gol foi o gol de nº 3000 na centenária história do Santos FC. Os demais gols foram marcados por Antoninho, Nicácio e mais um também de autoria do mesmo Odair para o time do Nacional AC que até o ano de 1945 era o São Paulo Railway (SPR) marcou o popular Charuto. O time do Alvinegro formou com: Leonídio; Hélvio e Dinho; Nenê, Pascoal e Ivan; Alemãozinho, Antoninho, Nicácio, Odair e Pinhegas. O técnico era Luiz Comitante.

Odair Titica

Odair dos Santos nascido em Santos, no dia 07 de dezembro de 1925, é o 14º artilheiro do Clube, pelo qual jogou 225 partidas marcando 134 gols. A primeira participação no time principal santista foi no dia 23 de junho de 1943, na vitória do Peixe diante do combinado Portuguesa Santista/Jabaquara na Vila Belmiro em partida amistosa, que teve para os santistas os gols de Antoninho (2), Echevarrieta (2) e Ruy Gomide um tento, formando o Santos FC com: Ciro; Aníbal (Américo) e Abreu; Nenê (Ayala), Gradim e Antero; Odair, Magnones (Gabardinho), Echevarrieta, Antoninho e Ruy Gomide. O técnico era Ademar Pimenta.

O artilheiro Odair jogou no time da Vila Belmiro até o ano de 1952 indo depois atuar no Palmeiras e encerrando sua carreira no Jabaquara ao lado de seus companheiros no Peixe, Antoninho e Nicácio. Odair também trabalhou durante muitos anos no porto de Santos como trabalhador avulso da Estiva e por último trabalhou na loja de artigos esportivos do seu velho amigo Carlos Pierin,o ex-goleiro Lalá.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística