Memória: Rei Pelé apitava partida amistosa na Vila Belmiro

Memória: Rei Pelé apitava partida amistosa na Vila Belmiro

No dia 09 de novembro de 1961, O Rei Pelé apitava uma partida amistosa na Vila Belmiro entre os juízes de Santos e São Paulo. Os representantes de Santos venceram por 4 a 1 com gols de Marreiros, Romualdo Arpi Filho, Manoel Ramos e Lázaro e Valussi para o time da capital. Além do Rei no apito os bandeirinhas foram: Célio atleta do Jabaquara e Clóvis da Portuguesa Santista, o time santista formou com: Batista; Ventura e Severino; Moacir, Hélio e Marreiros; Lázaro, Romualdo, Manoel Ramos (Luciano), Haroldo e Alberto, o time paulista: Novela (Benedito Francisco); Musitano e Valussi; Abadi Abrão, Wilson e Guilherme (Carmelito), Cadasto (Hélvio Lofrano), Olten Aires de Abreu, Eduardo Safadi e Germinal Alba.

Durante o jogo o Rei ameaçou por duas vezes expulsar de campo o jogador do time de São Paulo de nome Olten Aires de Abreu, que era muito conhecido na época por ser um dos árbitros que apitava as partidas no campeonato paulista. A arrecadação da partida foi destinada às casas de caridade de Santos para que tivessem um Natal melhor. Na partida preliminar, jogaram as equipes dos Marinheiros F.C. e o time do Ponto 4 da Estiva, campeã do torneio interno da Estiva.

Prestigiaram a partida: João Mendonça Falcão, Paulo Machado de Carvalho, Athié Jorge Coury, Modesto Roma, Rubens Cid Perez, Anibal Souza, João Almeida Gouvêa e Athur Alves Amorim. Colaboram com o evento: Camisaria Mahfuz, Lojas Gomez, Casa X, Chapelaria Santista, Marques Magazine, Fábrica de Camisas “Je Reviens”, Raul de Paulo e Virgílio Marques Portasio.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística