Memória: Odair marcava o gol nº 3000 da história do Santos FC

Memória: Odair marcava o gol nº 3000 da história do Santos FC

No dia 16 de setembro de 1950, Odair marcava o 4º gol santista na vitória diante do Nacional da capital pelo placar de 4 a 1 no campeonato paulista. Esse gol foi o gol de nº 3000 na centenária história do Santos FC. Os demais gols foram marcados por Antoninho, Nicácio e mais um também de autoria do mesmo Odair, já para o time do Nacional AC que até o ano de 1945 era o São Paulo Railway (SPR) marcou o popular Charuto. O time do Alvinegro formou com: Leonídio; Hélvio e Dinho; Nenê, Pascoal e Ivan; Alemãozinho, Antoninho, Nicácio, Odair e Pinhegas. O técnico era Luiz Comitante.

Odair dos Santos nascido em Santos, no dia 07 de dezembro de 1925, é o 14º artilheiro do clube pelo qual jogou 225 partidas marcando 134 gols, sua primeira participação no time principal santista foi no dia 23 de junho de 1943 na vitória do Peixe diante do combinado Portuguesa Santista/Jabaquara na Vila Belmiro em partida amistosa, que teve para os santistas os gols de Antoninho (2), Echevarrieta (2) e Ruy Gomide um tento, formando o Santos FC com: Ciro; Aníbal (Américo) e Abreu; Nenê (Ayala), Gradim e Antero; Odair, Magnones (Gabardinho), Echevarrieta, Antoninho e Ruy Gomide.

O técnico era Ademar Pimenta. O artilheiro Odair jogou no time da Vila Belmiro até o ano de 1952 indo depois atuar no Palmeiras e encerrando sua carreira no Jabaquara ao lado de seus companheiros no Peixe, Antoninho e Nicácio. Odair também trabalhou durante muitos anos no porto de Santos como trabalhador avulso da Estiva e por último trabalhou na loja de artigos esportivos do seu velho amigo Carlos Pierin,o ex-goleiro Lalá.

Guilherme Gomez Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística