Memória: O “Time dos Sonhos” atuava junto pela 1ª vez na história

Memória: O “Time dos Sonhos” atuava junto pela 1ª vez na história

Com a chegada do arqueiro Gylmar, em julho do mesmo ano, a formação estava completa. A partida de estreia aconteceu diante do Palmeiras, no Pacaembu. Vitória santista por 4 a 2. Gylmar, Lima, Mauro, Calvet, Dalmo, Zito, Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe, são considerados a formação mais completa que o futebol já viu.

Ao todo, a constelação de craques atuou junta iniciando a partida, em 9 jogos, entre 1962-1963. Foi o suficiente para encantar o mundo. Devido a lesões e convocações para a Seleção Brasileira, não foi possível uma grande sequência de partidas.

Entre as partidas, podemos destacar três jogos: A final da Taça Libertadores de 1962, diante do Peñarol, o 1º jogo da final diante do Benfica, no Mundial Interclubes também de 1962, e a final do Campeonato Brasileiro de 1962, realizada em 1963, diante do Botafogo de Garrincha, Nilton Santos e companhia.

Nessas 3 decisivas partidas, o Santos atuou diante de três dos principais esquadrões da época. Além de vencê-los, convenceu dentro de campo, mostrando ao mundo, o melhor futebol possível. Contra o Peñarol/URU, vitória por 3 a 0, diante do Benfica/POR, vitória por 3 a 2, e diante do Botafogo, goleada por 5 a 0, em pleno Maracanã.

Das 9 partidas que atuaram juntos, venceram 8, e foram derrotados apenas uma vez. Marcaram 31 gols, e sofreram apenas 11 tentos.
Com a saída de Dalmo e Dorval em 1964, a formação foi desfeita. A lembrança desses 11 atletas em campo juntos será eterna, e com certeza, não veremos mais nada parecido.

Curiosidade

O jogo de estreia do Times dos Sonhos ocorreu pelo Campeonato Paulista, em jogo realizado no Estádio do Pacaembu. Pepe, Coutinho, Pelé e Dorval assinalaram os 4 gols do Alvinegro na partida.

Ficha técnica:
12/08/1962 – Santos FC 4×2 SE Palmeiras
Pacaembu – São Paulo
Campeonato Paulista
R: Cr$ 6.636.550,00 – P: 48.414
A: Olten Ayres de Abreu
SFC: Gylmar; Lima, Mauro e Dalmo; Calvet e Zito; Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe. Técnico: Luiz Alonso Peres, Lula
SEP: Valdir; Tiburcio, Valdemar e Jurandir; Zequinha e Aldemar; Gildo, Américo, Alencar, Chinesinho e Geraldo II. Técnico: Maurício Cardoso
G: Pepe , Coutinho, Pelé e Dorval – Alencar (3)

Gabriel Santana – Centro de Memória e Estatística