Memória: Nascia Vasconcelos, um dos grandes ídolos da história do Peixe

Memória: Nascia Vasconcelos, um dos grandes ídolos da história do Peixe

No dia 25 de maio de 1930, nascia em Belo Horizonte, Walter Fernandes Vasconcelos, um dos maiores ídolos do time do Santos Futebol Clube. Um atacante que durante alguns anos formou na ala esquerda do Peixe ao lado do ponta-esquerda Pepe. Na partida de estreia Vasconcelos já deixou o cartão de visitas marcando dois gols com Tite que também marcou dois e Zito e Álvaro que marcaram um gol cada formando o time santista na goleada diante do Juventus pelo placar de 6 a 1, na Vila Belmiro em partida amistosa com: Manga; Hélvio (Cássio) e Feijó; Nenê, Formiga (Aristóbolo) e Zito (Ivan); Nicácio (Otavinho), Nelson Adans, Álvaro, Vasconcelos e Tite. O técnico era: Artigas.

Vasconcelos

No Alvinegro da Vila ele jogou 181 partidas marcando 111 gols no período de 1953 a 1958 conquistando os seguintes títulos: Campeão Paulista (1955/1956), Torneio de Classificação (1956) e a Taça dos Invictos (1956). Com a camisa da Seleção Brasileira jogou duas partidas e não marcou nenhum gol. O eterno Rei Pelé em uma entrevista afirmou que: “O Neymar é um bom jogador, mas quantos gols de cabeça fez na vida? O Vasconcelos era 10 vezes melhor que ele”.

Curiosidade

Vasconcelos, a quem o ex-ponta Pepe chamava carinhosamente de Bagaço, devido ao hábito de chupar laranja antes dos treinos, fraturou a perna numa jogada na qual participou o zagueiro Mauro Ramos de Oliveira, em partida jogada na Vila Belmiro no dia 09 de dezembro de 1956 contra o São Paulo. Depois dessa fatalidade o jogador nunca mais encontrou o bom futebol que o tornou um dos grandes nomes do time da Vila Belmiro e em seu lugar entrou um garoto que tinha o apelido de Gasolina e que depois passou a ser chamado de Pelé. Vasconcelos faleceu no dia 22 de janeiro de 1983 na cidade de Brusque em Santa Catarina.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística