Memória: Nascia Edinho, ex-goleiro do Peixe, filho do Rei do Futebol

Memória: Nascia Edinho, ex-goleiro do Peixe, filho do Rei do Futebol

No dia 27 de agosto de 1970, nascia o goleiro Edson Cholbi do Nascimento, o Edinho, filho do Rei Pelé. Edinho começou a carreira como goleiro do Santos FC contrariando as expectativas de todos que queriam vê-lo como atacante e não como defensor da meta santista.

A primeira partida no arco do Peixe foi no dia 27 de fevereiro de 1991 na vitória por 1 a 0 diante da Francana em partida amistosa no estádio José Lancha Filho em Franca que teve Edu Marangón como autor do único gol do Alvinegro que formou com: Nílton (Edinho); Marcelo Veiga, Pedro Paulo, Camilo (Armstrong) e Flavinho (Rogério); César Sampaio (Sérgio Santos), Zé Renato e Edu Marangon (Mendonça); Almir (Marcos Lira), Paulinho McLaren (Moisés) e Gláucio. O técnico era Cabralzinho.

Nesse dia estreou também na equipe o zagueiro Armstrong, que houvera jogado na Copa do Mundo de 1990 pela Seleção Norte-Americana. Edinho jogou pelo Santos 195 partidas em períodos intercalados de 1991 a 1998 nos anos de 1992/93 apenas fez parte do elenco, não jogando nenhuma partida na equipe principal. Quando deixou o arco praiano foi defender a equipe da Ponte Preta. No Santos o título mais importante que conquistou foi a Copa Dener no ano de 1994.

Curiosidade

Edinho, teria seu nome lembrado para sempre na história do Peixe, se o árbitro de nome Márcio Rezende de Freitas não tivesse prejudicado o time santista na partida final do Campeonato Brasileiro de 1995 diante do Botafogo, quando deixou de validar o gol legítimo marcado por Camanducaia, gol esse que daria a vitória ao Santos e também o título do campeonato nacional que teve no goleiro filho do Rei uma participação como goleiro titular excepcional em defesa da meta do Alvinegro Praiano.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística