Memória: Nascia Del Vecchio, um dos maiores jogadores da história do Clube

Memória: Nascia Del Vecchio, um dos maiores jogadores da história do Clube

No dia 24 de setembro de 1934, nascia em São Paulo, Emmanuelle Del Vecchio, um jogador raçudo e goleador que é lembrado até hoje pelos torcedores da velha guarda do Santos FC como sendo um dos maiores jogadores que o clube já teve em sua centenária história.

Del Vecchio foi um centroavante que tinha habilidade e faro de gol tanto é que foi o artilheiro máximo do campeonato paulista no ano de 1955 marcando 22 gols. Pelo Alvinegro da Vila Belmiro ele jogou 180 partidas e marcou 105 gol no período de 1953/57 e 1965/66. Del Vecchio conquistou no clube praiano os seguintes títulos: Campeão Paulista nos anos de 1955 e 1956, Campeão do Torneio Internacional da FPF no ano de 1956 e Campeão do Torneio Rio-São Paulo em 1966.

A partida de estreia no Peixe aconteceu no dia 03 de outubro de 1953 no Parque Antártica na vitória diante do Comercial FC pelo placar de 2 a 0 com um gol dele e outro de Orlando que tinha o apelido de “Orlando Pingo de Ouro” que também estreava nessa partida pelo campeonato paulista que viu o Peixe formar com: Luiz; Hélvio e Feijó; Gueguê, Formiga e Zito; Nicácio, Walter, Álvaro, Orlando e Del Vecchio. O técnico que também era jogador do Peixe naquele ano se chamava Antônio Fernandes, o Antoninho.

Curiosidade

Enquanto esteve o Alvinegro, o craque Del Vecchio jogou pela Seleção Brasileira nove partidas e marcou apenas 1 gol. O centroavante tinha um temperamento forte e foi por um entrevero que teve com o radialista Ernani Franco que ele deixou o clube, foi durante a partida na Vila Belmiro em que o Santos enfrentava em partida amistosa equipe do Benfica no dia 23 de julho de 1957 (SFC 3 a 2) que o craque tentou agredir o radialista nas cabines de rádio do Estádio Urbano Caldeira causando indignação na diretoria que decidiu negociar o passe do atleta com o time do Nápoli da Itália.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística