Memória: Há exatos 104 anos, Santos Foot-Ball Club entrava em campo com azul, branco e frisos dourados

Memória: Há exatos 104 anos, Santos Foot-Ball Club entrava em campo com azul, branco e frisos dourados

Há exatos 104 anos no dia 10 de novembro de 1912, o neófito time santista entrava no campo da av. Ana Costa, 22, na época conhecido como Velo Santista, local onde hoje se situa a igreja Coração de Maria. Anteriormente lá existia o campo do CA Internacional, para disputar a sua segunda partida oficial de um total de 5979 partidas até hoje disputadas.

O então Santos Foot-Ball Club que ainda não tinha as cores brancas e pretas e sim o azul, o branco e frisos dourados como suas cores vencia a equipe do Scratch Inglês pelo placar de 1 a 0 com gol do principal idealizador de sua fundação, Raymundo Francisco Marques.

O time usou camisas de passeio brancas com uma braçadeira azul e formou com Julien Fauvel; Sidnei e Arantes; Simon, Oscar e Montenegro; Raymundo Marques, Damaso, Nilo, Haroldo e Arnaldo Silveira. O orientador da equipe era o irlandês e também jogador Harold Cross, já que Urbano Caldeira ainda não participava da vida do clube santista.

O campo de treinos usado pela equipe situava-se na Villa Macuco mas suas dimensões eram diminutas e portanto os jogos lá realizados não entram nas estatísticas do Alvinegro da Vila. No campo da av. Ana Costa o time jogou 14 partidas no período de 1912 a 1914 e venceu 11 empatou 03 e não perdeu nenhuma.

Depois que deixou de jogar nesse campo que passou a ser alugado ao Clube Atlético Santista, o Santos passou a mandar seus jogos no campo da av. Conselheiro Nébias onde disputou 17 partidas vencendo 15 empatando 01 e perdendo 01, até a inauguração do campo da Vila Belmiro em 1916.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística