Memória: falecia Orlando Peçanha, um dos grandes zagueiros da história do Peixe

Memória: falecia Orlando Peçanha, um dos grandes zagueiros da história do Peixe

No dia 10 de fevereiro de 2010, falecia no bairro de botafogo na cidade do Rio de Janeiro, Orlando Peçanha de Carvalho, um dos grandes zagueiros que o Santos FC teve a defendê-lo em sua história. Orlando jogou pela primeira vez com a camisa do Peixe no dia 11 de julho de 1965 na vitória diante do América de São José do Rio Preto pelo placar de 3 a 1 na Vila Belmiro, em partida do campeonato paulista. Coutinho (2) e Lima marcaram para o Alvinegro que formou com: Gylmar; Carlos Alberto, Mauro, Orlando e Lima; Zito e Salomão; Peixinho, Coutinho, Toninho Abel. O técnico era Luiz Alonso Perez, o Lula.

Orlando atuou na quarta zaga no período de 1965 a 1968 jogando exatas 138 partidas não marcando nenhum gol. O craque que foi campeão mundial pela Seleção Brasileira no ano de 1958 nasceu no dia 20 de setembro de 1935 em Niterói no Rio de Janeiro, enquanto jogava pelo Santos FC ele atuou 14 partidas no selecionado nacional e disputou a Copa do Mundo na Inglaterra em 1966. No Alvinegro ele conquistou os seguintes títulos: Campeão Paulista (196/67/68), Campeão do Torneio Rio-São Paulo (1966) e Campeão Brasileiro em 1965.

Curiosidade

Na partida final da Libertadores do ano de 1963, o craque Orlando Peçanha jogou contra o Santos defendendo as cores do Boca Juniors em La Bombonera e viu seu time ser derrotado pelo Peixe por 2 a 1.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística