Memória: Falecia Ary Patusca, o primeiro grande ídolo do Santos FC

Memória: Falecia Ary Patusca, o primeiro grande ídolo do Santos FC

No dia 04 de dezembro de 1923, falecia em Santos, o primeiro grande ídolo do Santos FC, Ary Patusca. Sua história junto ao Peixe começou quando o vapor vindo da Europa atracou no cais do Valongo, e um dos primeiros a subir a bordo foi Urbano Caldeira que de imediato procurou pelo jovem que retornava a Santos, após 4 anos de ausência por ter ido estudar contabilidade no velho continente.

Ary Patusca, era filho do primeiro presidente santista Sizino Patusca e irmão de Araken e primo de Arnaldo Silveira e houvera ido jogado futebol em vários times europeus e na seleção suíça e sua fama de goleador fez com que o time santista se interesse em tê-lo na equipe que naquele ano de 1915 disputava o campeonato santista com o pseudônimo de “União FC” por imposição da Liga Santista de Futebol que só permitiu que o clube participasse do torneio com outro nome.

E com o jovem Ary que estreava na equipe do “União FC” no dia 26/09/1915 o time santista vencia pelo placar de 4 a 0 a equipe do Clube Atlético Santista, então o maior rival na cidade, jogando no campo da Conselheiro Nébias com Marba marcando 2 gols, Arnaldo Silveira e Ary Patusca um gol cada formando com

O “União FC” foi campeão santista com Ary Patusca, marcando na partida final 06 gols, sendo que 04 foram de cabeça na vitória por 8 a 0 diante do S.P.R.

Ary Patusca jogou pelo Santos 85 partidas e marcou 103 gols. Foi um dos maiores goleadores do time praiano marcando vários gols de cabeça o que era a sua grande especialidade.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística