Memória: Em jogo no Peru, Santos FC usava camisas na cor azul

Memória: Em jogo no Peru, Santos FC usava camisas na cor azul

No dia 16 de fevereiro de 1960, aconteceu um fato digno de registro e até inaceitável para os torcedores e associados do Santos FC pois foi nessa data que jogando no Estádio Nacional de Lima, no Peru que o time Alvinegro não teve suas cores tradicionais respeitadas pelos dirigentes do Clube Universitário pois não pode usar o seu uniforme totalmente branco jogando então com as camisas na cor azul as quais eram usadas na concentração dos atletas.

Os dirigentes do time peruano cuja cor das suas camisas eram “creme” e eles não tinham outras vestimentas. A diretoria santista não levou nessa excursão o seu então uniforme nº 1 que era o de camisas listradas em branco e preto.

O Peixe empatou essa partida em 2 a 2 com gols de Ney e Pepe formando o Peixe azulado com: Laércio; Getúlio e Dalmo; Urubatão, Formiga e Zito; Dorval, Mario (Afonsinho), Ney, Pelé e Pepe. O técnico era Luiz Alonso Perez, o Lula. Nesse giro pela América do Sul o Alvinegro da Vila Mais Famosa do Mundo jogou 10 partidas tendo vencido 06 empatado 02 e perdido 02 partidas marcando 24 e sofrendo 14 gols.

Curiosidade

Na partida disputada no dia 26/02 na sequencia da excursão jogando novamente contra o Clube Universitário o time santista não pode jogar com o seu uniforme impertubavelmente branco, como dizia o ex-presidente Guilherme Gonçalves, já que o mesmo time peruano não respeitou a condição de visitante do Santos obrigando o Peixe a jogar com as camisas do River Plate, um time amador de Lima, que gentilmente cedeu o seu uniforme ao Santos, nessa partida o Santos foi derrotado por 3 a 2.

Após o jogo, o Rei Pelé foi conduzido ao hospital local por estar com fortes na garganta e ficou constatado que o craque precisava ser operado o mais rápido possível, pois estava com amidalite.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística