Memória: Carlos Alberto Torres jogava pela primeira vez como zagueiro central

Memória: Carlos Alberto Torres jogava pela primeira vez como zagueiro central

No dia 20 de setembro de 1972, o até então lateral-direito Carlos Alberto Torres jogava pela primeira na nova posição na defesa santista atuando como beque central na partida que terminou empatada sem gols no Estádio Belfort em Curitiba diante da equipe do Coritiba pelo Campeonato Brasileiro que teve o Santos formando com: Cláudio; Orlando, Carlos Alberto, Oberdan e Zé Carlos; Clodoaldo e Afonsinho; Edu, Alcindo (Adílson), Brecha e Ferreira. O técnico era José Macia, o Pepe.

Nesse empate no Paraná aconteceu também a primeira partida com a camisa do Peixe do meia-esquerda, Moacir Bernardes Brida, ou simplesmente o Brecha, que depois da saída do Rei Pelé do time da Vila Belmiro passou a usar a camisa 10 substituindo o eterno Rei santista. Carlos Alberto, o “Capita”, jogou no Santos no período de 1965 a 1971 sendo que nesse ano foi emprestado para o Botafogo em troca o Peixe recebeu os jogadores Moreira, Rogério e Ferreti, na volta o “Capitão” ficou na Vila até o ano de 1974.

No Alvinegro conquistou os seguintes títulos: Campeão Brasileiro nos anos de 1965 e 1968, Campeão do Torneio Rio-São Paulo em 1966, Campeão Paulista nos anos de 1965/1967/1968/1969 e 1973, Campeão da Recopa Sulamericana e Mundial em 1968. Enquanto este no Santos FC jogou na Seleção Brasileira 61 partidas marcando 09 gols. Na Copa do Mundo de 1970 levantou como capitão da equipe a taça de campeão mundial.

Curiosidade

Carlos Alberto Torres foi eleito pela torcida santista como sendo o melhor lateral-direito que jogou pelo time praiano em toda a sua história. Foi escolhido ainda para integrar a seleção da América do Sul de todos os tempos na posição de zagueiro. A enquete foi realizada com cronistas esportivos de todo o mundo. E considerado pela FIFA como um dos maiores e melhores laterais direitos de todos os tempos.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística