Memória: A pedido do presidente, Pelé voltava a vestir a camisa do Santos FC

Memória: A pedido do presidente, Pelé voltava a vestir a camisa do Santos FC

No dia 07 de dezembro de 1975, atendendo a um pedido do então presidente do Santos FC, o Gigante da Vila, Modesto Roma, o Rei Pelé voltava a vestir a camisa do Alvinegro Praiano, após sua despedida dos gramados no ano anterior.

A volta do eterno Rei do futebol aconteceu no empate diante do Bahia em 1 a 1 na Fonte Nova no Torneio Governador Roberto Santos em Salvador. O gol do time do Rei foi marcado por Brecha. O técnico Olavo mandou a campo a seguinte formação:  Willians; Tuca, Bianchi, Vicente e Fernando; Clodoaldo e Léo Oliveira; Babá (Mazinho), Cláudio Adão, Pelé (Brecha) e Toinzinho. Na equipe baiana o goleiro era o ex-santista Joel Mendes que viu o atacante Cláudio Adão perder um pênalti mandando a bola na trave.

O Santos FC conquistou o título do torneio ganhando a taça Cidade de Salvador, e esse foi o último título que o Rei acrescentou em sua relação de conquistas jogando pelo Peixe. Depois dessa volta, o Rei ainda jogou pelo Santos mais uma partida pelo time do seu coração, no dia 01 de outubro de 1977 no encerramento de sua gloriosa carreira, na derrota santista pelo placar de 2 a 1 diante do New York Cosmos nos Estados Unidos, quando atuou o primeiro tempo pelo time americano marcando um gol de falta no goleiro Ernani e no segundo tempo jogando pelo Alvinegro despediu-se numa grande festa preparada pelos organizadores do evento. Com a camisa do Peixe foram 1116 partidas jogadas.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística