Meia “raiz” do Santos FC, Calabres supera timidez para se destacar na Copinha e sonhar com promoção

Meia “raiz” do Santos FC, Calabres supera timidez para se destacar na Copinha e sonhar com promoção

Apesar de ter apenas 19 anos, Gabriel Calabres carrega consigo a responsabilidade de ser uma das referências do time santista na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Típico interiorano, o garoto de Matão-SP gosta do peso de vestir a camisa do Santos FC e quer fazer de sua primeira Copinha pelo Peixe um trampolim para a equipe principal. Atitude e personalidade não faltam.

Gabriel Calabres chegou ao Sub-20 do Alvinegro Praiano em outubro de 2016. Vindo do São Carlos, o atleta não conseguiu ser inscrito no Campeonato Paulista da categoria, por ter disputado pelo último clube, e nem na edição da Copinha 2017, por causa do prazo de inscrição. Após disputar a Copa Ipiranga com o Peixe no Rio Grande do Sul, em dezembro, o atleta alternou participações no Estadual de Juniores e na Copa Paulista e Brasileiro de Aspirantes com o Santos B na última temporada.

Titular e homem de confiança no setor de criação do time de Aarão Alves, Gabriel Calabres já anotou um gol e deu duas assistências nas vitórias por 3 a 0 sobre América-RN e Aliança AFC-CE, respectivamente. Sonhando com uma oportunidade na equipe principal do Alvinegro Praiano, o Menino da Vila vê a maior competição de base do país como uma chance de ser observado pela comissão técnica do time de cima.

“Nosso time está muito bom, é bem estruturado. Desci do Santos B para ajudar a equipe e acho que estou fazendo um excelente campeonato por enquanto. Quero manter essa boa sequência, fazer mais gols e ter uma chance no profissional. É minha primeira Copinha pelo Santos FC, estou tentando fazer o melhor possível para chegar à final. Vou manter o foco sempre, sem dispersar, para, se Deus quiser, ter uma chance no time lá em cima”, revelou o atleta, que já havia jogado duas Copinhas pelo São Carlos.

Com bom controle de bola e passes certeiros, Calabres tem como principal característica a armação. Vindo de trás, o camisa 8 também chega de frente para o gol e arrisca o chute sempre que possível. Tido como referência para os atletas mais novos, Gabriel gosta de carregar a responsabilidade de ditar o ritmo de jogo do meio de campo santista.

Gabriel Calabres já anotou um gol e deu duas assistências na Copinha 2018 (Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC)

“Minha principal função são as assistências e os gols. Graças a Deus estou podendo fazer isso muto bem nos jogos. Gosto de passar essa confiança para a equipe. Eu sempre tento ajudar o pessoal mais novo da melhor forma possível para entrarem o mais relaxados possível. São garotos que tem muita técnica e, com certeza, vão ter chance no profissional em breve”, comentou.

Ao contrário do que demonstra em campo, Gabriel Calabres é tímido fora das quatro linhas. Criado na pequena cidade de Matão, no interior de São Paulo, o jogador é caseiro e gosta de ouvir uma boa música sertaneja.

“Nas horas vagas gosto muito de ver filmes e lances de jogos. Vejo meus próprios lances para ver onde errei e preciso melhorar para corrigir meus erros. Sou tranquilo, um pouco tímido. Sou mais na minha, tranquilo e focado. Gosto de escutar sertanejo, sou do interior. Mas do sertanejo universitário, o raiz é para o pessoal mais antigo”, respondeu com sotaque forte e um sorriso no rosto.

Já classificado para a segunda fase da Copinha, Calabres e seus companheiros enfrentam o Grêmio Novo Horizontino nesta segunda-feira (8) pela última rodada do Grupo 04. Confiante em mais uma boa atuação, o meia quer fechar a primeira fase com 100% de aproveitamento para selar a primeira colocação da chave.

“A equipe deles (Grêmio Novorizontino) é boa. Temos que fazer o que fizemos nos outros jogos. Manter a intensidade e a humildade. Tenho certeza de que vamos sair com mais uma vitória e nos classificar em primeiro”, ressaltou.

A partida será realizada às 21 horas desta segunda-feira (8), no Estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte. A entrada é gratuita.

Fotos: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC