Em São Paulo, Santos FC empata com Fluminense

Em São Paulo, Santos FC empata com Fluminense

Fotos: Ivan Storti/SantosFC

O Santos FC somou um ponto na 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na noite desta segunda-feira (14), no Pacaembu, o Peixe empatou com o Fluminense em 0 a 0. Com este resultado, o Alvinegro Praiano chegou aos 36 pontos, na terceira colocação do Nacional.

A equipe santista teve maior posse de bola na primeira etapa. Antes dos 15 minutos, Thiago Ribeiro e Victor Ferraz arriscaram de fora da área, levando perigo à defesa adversária. Aos 19 minutos, foi a vez de Lucas Lima arriscar. Em velocidade, o meia invadiu a área e bateu forte. A bola passou por cima da meta de Julio César. Léo Cittadini, aos 30 minutos, também chutou de longe e exigiu uma grande defesa do goleiro carioca, que garantiu o 0 a 0 na no primeiro tempo.

O Peixe seguiu insistindo e quase abriu o marcador com Vladimir Hernandez, aos 20 minutos da etapa final. Após receber bola na esquerda, o colombiano tentou encobrir o goleiro e viu a bola passar perto do ângulo de Julio César. Jean Mota e Victor Ferraz, de fora da área, e Kayke, em oportunidade de cabeça, também finalizaram e aumentaram a pressão do Alvinegro Praiano, porém a partida se findou sem gols na fria capital paulista.

Pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Santos FC volta a campo neste domingo (20) para encarar o Coritiba. A partida será realizada no Estádio Couto Pereira, às 19 horas, em Curitiba (PR).

Santos FC 0 x 0 Fluminense
Local: Estádio do Pacaembu, às 20 horas do dia 14 de agosto de 2017;
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro – GO;
Auxiliares: Bruno Raphael Pires – GO (FIFA) e Leone Carvalho Rocha – GO ;
Cartões amarelos: Alison e Lucas Lima (SFC); Henrique Dourado e Marlon Freitas (FLU);

Santos FC: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Gustavo Henrique e Zeca; Alison, Léo Cittadini e Lucas Lima; Vladimir Hernández (Jean Mota), Ricardo Oliveira (Kayke) e Thiago Ribeiro (Lucas Crispim). Técnico: Levir Culpi.

Fluminense: Julio César; Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo; Orejuela, Marlon Freitas, Wendel e Gustavo Scarpa; Wellington Silva (Marcos Júnio) e Henrique Dourado (Pedro). Técnico: Abel Braga.