Com 10 anos de carreira, Thaís Picarte será titular contra a Ponte neste domingo (17)

Com 10 anos de carreira, Thaís Picarte será titular contra a Ponte neste domingo (17)

O técnico Caio Couto tem um elenco qualificado, que sempre causa aquela “dor de cabeça” no treinador antes de escalar a equipe a cada rodada. Mas é o “problema” que todo comandante quer ter. No gol das Sereias da Vila não é diferente. Com a titular Dani Neuhaus na seleção brasileira, Michelle foi titular na última rodada da 2ª fase, porém, contra a Ponte Preta, domingo (17), às 15 horas, em Campinas, em partida válida pelas semifinais do Campeonato Paulista, o treinador contará com a experiência de Thaís Picarte, que será titular no Interior.

Picarte tem mais de 10 anos de carreira, com início em Santo André e ganhou o mundo em países como Itália, França e Espanha, onde ficou por cinco temporadas antes de vestir a camisa do Peixe. “Construí minha carreira com muito suor. É uma verdadeira batalha se manter tanto tempo em atividade no futebol feminino. Passei por equipes grandes de São Paulo, Recife, Rio de Janeiro, exterior, fui premiada com a seleção brasileira e faltava somente estar aqui, no Santos FC, que é uma referência na modalidade.”, comemorou a goleira que disputou seis partidas e sofreu apenas dois gols.

Thaís Picarte fez uma excelente apresentação como titular na partida diante do Corinthians, ainda na fase de classificação do estadual. Com defesas importantes ela garantiu o empate fora de casa. O bom posicionamento e a liderança de Picarte serão fundamentais contra a Ponte Preta. A goleira sabe que o confronto no Interior terá clima de final de campeonato. “ A Ponte Preta apresentou nesta temporada uma equipe jovem, com bom trabalho tático e não é à toa que chegou às semifinais do Paulista. Temos que entrar em campo preparadas para adversidades e fugir delas jogando, garantindo posse de bola, e atacando sempre. Essas são nossas características e temos que usá-las bem em Campinas.”, analisou Thaís Picarte.

(Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo / texto: Fabiano Farah)