Caio Couto fala sobre as novas regras do Brasileirão Feminino: “Já é uma evolução”

Caio Couto fala sobre as novas regras do Brasileirão Feminino: “Já é uma evolução”

(foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo / Santos FC)

O Campeonato Brasileiro Feminino de Futebol estará com várias novidades na temporada 2017. Várias mudanças nas regras, clique aqui para saber mais, e premiações maiores para os clubes. A competição contará com duas divisões (Série A1 e A2) e cada uma contará com 16 times. O Santos FC participará da primeira divisão, já que o time está entre os oito primeiros colocados do Brasileirão Masculino e é bem ranqueado entre os times femininos.

O técnico das Sereias da Vila, Caio Couto, fala sobre a relevância que a modalidade está ganhando no futebol brasileiro. “Aos poucos a modalidade vem ganhando relevância no país. Já teremos um Brasileiro Feminino com um formato melhor, aumentando o número de jogos e consequentemente o calendário. Entendemos que esse campeonato somado aos campeonatos da Federação Paulista nos proporcionará um crescimento.”

Alguns pontos ainda geram dúvidas no treinador, mas, mesmo assim, ele vê pontos extremamente positivos para o clube, que pode aumentar a receita e também ganhar novos patrocinadores para a modalidade.

” A competição ainda não tem a data definida para saber como nos prepararmos para a competição. Algo importante também é saber como serão divididos os grupos, de forma regionalizada ou algo mais abrangente, pegando outros Estados do Brasil. Já é uma evolução. Mas se tivéssemos os 16 times com pontos corridos, seriam mais jogos. Como teremos categoria de base no Santos, já ajuda muito na formação do elenco. Com um calendário maior, e ainda teremos emissoras de televisão transmitindo, isso ajuda a modalidade crescer, com visibilidade para arrumarmos até patrocinadores para o time feminino do clube. Isso é muito bom.”, diz Caio.

(texto: Fúlvio Feola)