Caio Couto avalia últimos treinamentos antes da estreia no Campeonato Brasileiro

Caio Couto avalia últimos treinamentos antes da estreia no Campeonato Brasileiro

(foto: Pedro Ernesto Guerra de Azevedo/ Santos FC)

Faltando apenas 14 dias para a estreia do Santos FC no Campeonato Brasileiro Feminino de Futebol, o técnico Caio Couto já vê o time em fase adiantada nos treinamentos, mas ainda considera questões pontuais para o time estar pronto no confronto diante da Portuguesa, no dia 20 de janeiro, às 18 horas, no estádio Ulrico Mursa, em Santos (SP).

“O time já está em fase adiantada, pois começou os trabalhos em dezembro.Só demos uma parada para as festas. No coletivo, a gente já vê, por exemplo, um time mais bem preparado do que no início da temporada passada. Estamos tendo um trabalho específico para o início do Campeonato Brasileiro, no dia 20. Sabemos das dificuldades financeiras do clube, a diretoria está realizando um bom trabalho para se restabelecer, e dentro da nossa realidade, nós ainda estamos buscando algumas peças. Sabemos que com a chegada destas peças ficaremos mais fortes, tanto na parte técnica como individual, e consequentemente um coletivo mais fortalecido.”, diz o treinador das Sereias.

Na temporada passada, o time santista teve pouco tempo para trabalhar, algo diferente do que ocorre na atualidade. Caio Couto destaca os pontos positivos deste momento.

“Conseguimos segurar o que vimos de bom na temporada passada e complementar para essa temporada o que a gente considerava necessário para mudança de postura de equipe. E também da necessidade de mexer em determinadas posições. Nós identificamos os problemas, trabalhamos em cima dos pontos fracos e fortalecemos cada vez mais o que temos de bom. Nós vamos ter para o início desta temporada uma equipe muito mais equilibrada do que no ano passado.”

Caio explica como vai ser o trabalho realizado com o time nos dias que restam para o jogo diante da Lusa.

“Os trabalhos para estes dias restantes estão sendo bem intensos, voltado mais para a coletividade , para as situações de jogo. Quando estivermos mais próximos da estreia, nós diminuimos a intensidade e começamos trabalhar mais bolas paradas, jogadas ofensivas e defensivas”, finaliza.