Após receber propostas, Guedes valoriza permanência: “Dorival confia em mim”

Após receber propostas, Guedes valoriza permanência: “Dorival confia em mim”

(Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Sempre que preciso, o lateral direito Daniel Guedes supriu bem as ausências do titular, Victor Ferraz no Santos FC. Soma-se a isso o fato do Menino da Vila ter apenas 22 anos e sempre ter apresentado um bom desempenho na categoria de base que mais revela jogadores no mundo.

Esses fatores levaram o lateral santista a ser alvo de duas equipes recentemente: Napoli, da Itália e Botafogo, do Rio de Janeiro. Ambos os clubes entraram em contato com o Santos FC, buscando contar com o talento do promissor jogador do Peixe, mas não tiveram sucesso.

“Realmente as duas propostas existiram, chegaram até o Dorival e ele vetou. Então, se ele fez isso é porque ele acredita muito em mim, confia no meu trabalho, está vendo a minha evolução durante o dia a dia. Acho que isso é importante, continuar trabalhando para que ele possa ver essa evolução e com essa boa sequência do Victor, quando ele precisar, saber que estarei à disposição pra fazer um bom trabalho”, comentou o camisa 38.

Guedes admitiu que o interesse do futebol italiano mexeu um pouco com ele, mas, ratificou que está 100% focado na sequência de trabalho no Peixe: “Natural que eu fiquei um pouco ansioso até o desfecho da situação, claro que mexe um pouco com a cabeça. Porque o jogador quando começa quer ir para o profissional, num time grande, quando ele vê que existe uma possibilidade, ele pensa em ir para a Europa, posteriormente, ele pensa em Seleção Brasileira. Cada passo é um passo. Então, quando houve o contato, claro que eu tinha esse interesse de conhecer o futebol italiano, um futebol mais tático, mais pegado. Mas, passado isso, minha cabeça está totalmente aqui no Santos FC, meu foco está todo aqui no Santos FC, nessa disputa de Brasileirão e Copa do Brasil”.

Promissor, Daniel Guedes se destaca pelo ótimo cruzamento. Tanto nos jogos em que atuou, como no dia a dia dos treinamentos. Esse, entre outros fundamentos, o credenciam em busca de um possível vaga na equipe titular futuramente. Antes disso, porém, o jogador de 22 anos valorizou a possibilidade de seguir aprendendo com o titular, Victor Ferraz, que é um dos melhor jogadores brasileiros na posição.

“Numa ausência do Ferraz, vou estar muito bem preparado para ter uma sequência na equipe. Mas, enquanto ele estiver em condições de atuar, vou continuar aprendendo com ele no dia a dia, como venho fazendo. Conversando com ele, perguntando as coisas para ele. Agora, o que tenho que fazer é me preparar, manter a cabeça no lugar e saber que um dia a oportunidade vai aparecer”, declarou.

O lateral santista aproveitou, também, para agradecer o apoio vindo das arquibancadas. Para ele, o apoio que têm recebido do torcedor santista é fundamental para melhorar ainda mais o nível de confiança dele e da equipe, como um todo.

“O torcedor santista têm sido muito importante. Desde quando eu jogava na base era importante, eles apoiam a gente o máximo possível. No jogo contra o Gama, só recebi apoio. No clássico contra o Corinthians, também. Então eu agradeço aos torcedores, que confiam em mim e estou trabalhando no dia a dia para sempre que eu entrar, possa dar o meu melhor e ajudar o Santos FC até em forma de agradecimento à torcida, que sempre me apoia”.

Texto: Ranier Grandé