Vila Belmiro 100 Anos: A História do Estádio Urbano Caldeira

Vila Belmiro 100 Anos: A História do Estádio Urbano Caldeira

A primeira partida disputada no campo da Vila Belmiro, foi no dia 22 de outubro de 1916, válida pelo Campeonato Paulista, e foi uma vitória pelo placar de 2 a 1 com Adolpho Millon Júnior marcando o tento inaugural do novo estádio, embora a Praça de Esportes do Santos FC tenha sido inaugurada no dia 12 desse mesmo mês. Antes de ter seu próprio estádio, o clube santista mandava seus jogos nos campos existentes na Avenida Ana Costa, nº 22 (Hoje ela se encontra na Igreja Coração de Maria) e também no campo pertencente a Liga Santista de Futebol Amador situado na Avenida Conselheiro Nébias, onde hoje se encontra a Unisantos. Antes da Inauguração do estádio santista, o time do Alvinegro disputou em Santos 32 partida nos seguintes locais:

Campo da Avenida Ana Costa – 14 jogos – 11 vitórias – 03 empates – 00 derrota
Campo da Avenida Conselheiro Nébias – 17 jogos – 15 vitórias – 01 empate – 01 derrota
Campo do Santos AC (Clube dos Ingleses) – 01 jogo – 01 vitória – 00 empate – 00 derrota

Foi a partir da partida realizada no dia 06/04/1933, um amistoso vencido pelo Peixe pelo placar de 2×1 diante da equipe do 1º de Maio, que o campo santista passou a ter o nome de Estádio Urbano Caldeira, em homenagem ao seu grande benfeitor que faleceu no dia 13 de março de 1933

A luz artificial no campo santista, foi inaugurada no dia 21 de março de 1931, no empate do Peixe em 1×1 diante da Seleção Santista. O autor do 1º gol noturno é de autoria de Cruz, que defendia a Seleção Santista, já o segundo da partida, foi do jogador do Santos, de nome Camarão.

Até hoje (06/10/2016), foram disputadas na Vila Belmiro, 2.207 partidas, tendo o clube praiano vencido 1.413, empatado 434 e perdido 360, marcando 5.591 e sofrido 2.616.

Maiores goleadas na Vila Belmiro:
03/05/1927 – Santos FC 12 x 1 CA Ypiranga
19/11/1959 – Santos FC 12 x 1 Ponte Preta

Técnicos que mais dirigiram o Santos na Vila:

Lula – 289 jogos e 229 vitórias
Emerson Leão – 123 jogos e 79 vitórias

Jogadores que mais marcaram gols em partida única na Vila:

Pelé – Dia 21/10/1964 – Santos FC 11 x 0 Botafogo de Ribeirão Preto – 08 gols
Araken Patusca – Dia 03/05/1927 – Santos FC 12 x 1 Ypiranga – 07 gols

Jogadores – Campeões na Vila Belmiro

Lembrando que esta lista, contabiliza apenas os atletas que atuaram em partidas decisivas de títulos conquistas pelo Santos, seja em final, ou na rodada decisiva (Quando o campeonato é disputado em pontos corridos), dentro da Vila Belmiro.

06 títulos – Pepe
05 títulos – Tite, Zito, Coutinho e Pelé
04 títulos – Dorval, Mauro Ramos de Oliveira e Lima
03 títulos – Manga, Hélvio, Dalmo, Laércio, Calvet e Mengálvio

 Jogando na equipe principal do Santos FC, jogaram na Vila Belmiro:

1.Zito – 218

2.Pelé – 210

3. Léo – 209

 Invencibilidade na Vila Belmiro

Período – 02/06/1929 – 21/12/1930
(35 jogos, 29 vitórias e 06 empates)

 Jogando na equipe principal do Santos FC, marcaram na Vila Belmiro:

1 -Pelé (288), 

2 – Feitiço (162), 

3 – Pepe (152)

 Maiores Públicos na Vila Belmiro:

1 – 31.662 – Dia 15/02/1976 – Santos FC 0 x 5 Palmeiras – Torneio Governador do Estado
2 – 31.172 – Dia 18/10/1978 – Santos FC 0 x 2 Guarani – Campeonato Paulista
3 – 31.146 – Dia 15/05/1980 – Santos FC 0 x 0 Desportiva de Cariacica – Campeonato Brasileiro

No dia 22/10/1916, dia da primeira partida no campo do Santos FC, a imprensa publicava:

SANTOS FOOT-BALL CLUB X C.A. YPIRANGA

27 Match do campeonato

Segundo a norma estabelecida pela Associação, serão cobradas as entradas para as senhoras não só de pessoas extranhas como também das famílias dos sócios do Santos.

Os menores de 14 anos, quando acompanhados, não pagarão entrada. Os preços são os mesmos que vigoram em S. Paulo = 2$000 para archibancada e 1$000 para geral.

No campo haverá um completo serviço de bar, aos preços communs da cidade. A directoria do Santos convida a todos os sócios a comparecer a “a gare” da S.P.R. afim de apresentarem as boas vindas aos rapazes do Ypiranga.

No sentido de haver sera fiscalização no campo, por occasião dos matches, a directoria escalou as seguintes commissões:

De archibancadas – Agnello Cícero de Oliveira, Urbano Caldeira, Pedro dos Santos, José Freire, Belarmino Mendonça e Luiz Suplicy.

De bar – Francisco Rial, Ruperto Ozores e Antônio Lima.

De geraes – Fausto Santos, José Caetano Munhoz, Dagoberto Pacheco, Guilhermino Damásio, Alfredo Roiz e Domiciano Garcia.

O match dos segundos teams, terá início às 13 ½ horas em ponto, o segundo às 15 ½ ,o primeiro dos teams. Afim de facilitar o serviço de conducção, haverá bondes especiaes, da Vila Mathias, em combinação com os bondes nºs 2,3,12,16 além dos extraordinários nº 17, que partirão do Largo do Rosário.

No dia 2310/1916:

Resultado da partida: Santos FC 2 X CA Ypiranga 1

Início: 15 ½ horas – 1º quadro

Gols do Santos FC = Adolpho Millon Jr e Jarbas.

Gol do CA Ypiranga da Capital – Bororó.

Referee = Demosthenes de Silos = da A.A. Palmeiras.

No 2º quadro venceu o Ypiranga por 4 a 2.

Antes do início dos jogos, a Corporação musical “Humanitaria”, executou uma marcha vibrante.

À noite em bondes especiaes oferecidos à brava rapaziada do Santos, pelo seu entusiástico associado o sr. Leite Ribeiro, o “Coalhada”, foi feita uma passeata pelas ruas da cidade, passando defronte ao prédio do jornal entoando os hinos e modas da época e findando no Largo do Rosário, 14, no “Pombal” a sede do clube.

Guilherme Guarche – Coordenador do Centro de Memória e Estatística